Idioma

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Perdão e Justiça

Boa noite!

"Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça."  (I João 1 : 9)

"Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados."  (I Pedro 2 : 24)

Tenho pensado em perdão e justiça, porque nestes últimos dias que temos vivido, percebo (posso estar errado) de que a sociedade, o povo, a nação tem buscado justiça para todos os males que ocorrem, e não de hoje mas já de muito tempo, e nessa busca algo se perde ou se perdeu no caminho, pois me parece que não há espaço para "correções", "arrependimentos", "falhas", mas sim para a "justiça" custe o que custar. E sinceramente, justiça a qualquer custo não me agrada, pois me remete a uma visão de que assim não iremos fazer a tão sonhada justiça.

Tenho pensado em algo: existe justiça com o perdão mas a justiça independe do perdão. Entendeu? O que quero dizer é que quando há perdão realizamos justiça, mas a justiça pode ocorrer sem necessariamente haver um ato de perdão. Agora entenda isso quando as duas ocorrem de forma correta, do fundo de nosso ser (perdão) e conforme a vontade de Deus (justiça). E não esquecendo que se elas não ocorrerem com fundamento divino, não irão surtir o devido efeito, próprio ou externo.

Mas é muito interessante que as Escrituras nos levam ao fato das duas caminharem juntas. Lembrando da maior prova de perdão e justiça, temos Jesus, o Cristo, como sendo a prova VIVA deles, o perdão dos céus ao ser humano e a justiça divina por meio do Messias. Como Cristo é completo. Ele logicamente envolve não somente estas duas situações mas tantas outras fundamentais para a nossa vida como o amor, fé, obras, serviços, responsabilidades, etc, e claro que Nele é impossível dizer que Ele não as realizou mediante a sua vida e missão, mas para o segmento da Igreja de Deus, ou seja, para os seus filhos, para o seu corpo, Deus possibilitou os mesmos passos de Cristo mas conhece o coração do homem e sabe que em muitas situações, não por causa Dele mas por causa de nossas fraquezas e limitações, não iríamos contemplar em nossa vida e em nossos atos a simultânea expressão de perdão e justiça, por isso, deixou muitas informações e orientações para nos alicerçarmos para sempre que possível, realizá-las mas se não juntas, cada uma em sua hora, em sua particularidade, em tempo certo e de forma correta.

Talvez, pelo hoje quem sabe (ou sempre), a justiça irá sempre nos chamar mais a atenção pois convida para a realização de direito, mérito, e o perdão mexe com remissão, retirar, "perder" e por isso acreditamos ser um pouco mais complicado. Mas devemos lembrar que Jesus disse que o que era impossível para o homem, para Ele (Deus) não era, por isso, o que devemos buscar é realizar tais situações com o nosso coração, com a nossa força e com o nosso entendimento mas pedindo a Deus que nos conduza no ato, pois se conseguirmos prestar atenção a Sua voz, Ele não deixará que façamos algo errado, porque Ele próprio tem interesse nisso. Mas é necessário realmente uma grande vontade nossa de fazer isso junto com Deus. Tem que ser assim.

Mas o mundo não quer muitas vezes o verdadeiro perdão e a verdadeira justiça, porque o homem vem de uma natureza caída (pecado) e por ela, irá realizar a sua vontade e sinceramente, eu não quero mais realizar somente a minha vontade, eu preciso de Deus em tudo, por isso que o mundo ou parte dele está em uma grande "tribulação", porque não quer fazer a coisa certa, não quer realizar obras puras, mas sim pessoais. Infelizmente é assim, mas não é para todos, porque os que crerem na Divindade de Cristo, irão realizar de forma mais perto do correto qualquer coisa que precisa ser realizada, ainda que não consigamos por algum motivo, pelo menos saberemos o que fazer e como fazer e isto já faz muita diferença, pode acreditar.

Perdoar, sim!
Ser justo, sim!
De forma certa! Em circunstâncias certas! Em tempos certos! Nas devidas situações!
"Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o SENHOR pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a benignidade, e andes humildemente com o teu Deus?"  (Miquéias 6 : 8)

Abraços!
NunoAbruzzi

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Maldito Homem que confia...

Boa noite!

"Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR!"  (Jeremias 17 : 5)

Em dias de "Mad Max", a pergunta que me veio ao coração é: quem é corrupto?

A política não é corrupta, corrupto é o homem que se apropria desta arte. Corrupto é o avarento que se aproveita de uma situação para o seu próprio bem. Corrupto é o homem que adultera qualquer coisa.

Corrupção cheira a pecado!

Pecado cheira a ser humano!

Ou seja. nós somos corruptos, infelizmente.

Jesus combateu a corrupção dos fariseus, dos saduceus, daqueles que queriam as primeiras cadeiras nas sinagogas, também combateu com a avareza dos comerciantes que usavam o templo como casa de comércio, dos que usavam a Lei para benefício próprio, combateu a corrupção do pré-conceito, do machismo, da fé e de qualquer outra situação que não condizia com a verdade de Deus. E Ele ainda combate hoje, em nós, não se surpreenda.

Bom mas as pessoas não acreditam no pecado. Também não acreditam em Cristo. Tem ciência de suas corrupções mas não é fácil.

Mas se olhamos para o próximo e não confiamos nele, se não temos esta fé que nos direciona para Deus, o que fazer?

De uma coisa eu sei: Mateus 5:3-10
Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;
Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;

Isto sim, faz a diferença. E combate a minha corrupção, em mim mesmo.

Abraços!
NunoAbruzzi

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Entendendo o Perdão

Boa noite!

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3:16)

"Mas, se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está nos céus, vos não perdoará as vossas ofensas."  (Marcos 11 : 26)

Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus. (Efésios 1:7)

Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo. (Efésios 4:32)

Perdão!
Um dos grandes atributos do Reino de Deus, do próprio Senhor, de Cristo e do Espírito Santo.

Estava em uma atividade em minha casa e enquanto realizava determinada tarefa minha mente pensava e meditava em muitas situações, e de repente quando me lembrei de uma determinada situação de minha vida me veio a seguinte voz em meu coração: Quem não consegue perdoar-se, não consegue perdoar o outro.

Aquilo me fez meditar mais ainda no tema perdão e senti que aquela mensagem que ouvi era verdade, não somente para a minha vida, mas para o contexto que envolve o Reino dos Céus, e isto implica em muitas pessoas existentes hoje.

Jesus disse que como Ele perdoaria se nós não conseguimos perdoar? Deus exemplificou o Seu perdão a humanidade através da vinda do Messias, Jesus o Cristo, e com isso fez com que os que buscarem e acreditarem na Obra Salvífica da Cruz terão o perdão eterno. O perdão de Deus pode nos contemplar quanto a nossa vida, certo? Mas se não acreditarmos que somos perdoados, como iremos viver o perdão ao próximo?

A graça de Deus, hoje por meio de Cristo, está disponível, o Seu amor e perdão (e tudo mais que vem de Deus) são obras que livram, ajudam e convertem o homem dos seus "maus caminhos", mas se eu não entender essa graça e não reconhecê-la sobre mim, é porque não acredito nisto e automaticamente, não perdoar-me-ei quanto a mim mesmo.

Deus não precisa do meu perdão para Ele me perdoar, Ele já me perdoou em Cristo, mas qual o meu papel diante desta Graça de Deus? Se Ela existe e é viva, como ainda um "verme" igual a mim não conseguiu vislumbrar e sentir essa graça e automaticamente não conseguiu perdoar-se nos seus entendimentos pessoais? Eu estou livre, fui perdoado, isto é verdade e agora como não acreditar nisto?

Eu entendi que como liberarei perdão para outro se ainda eu mesmo não acredito no "meu" perdão? E este "meu" perdão no que diz respeito ao próprio e ao Divino.

A chave de conhecer o perdão e vivê-lo com o próximo está ligado ao próprio. E o próprio ligado ao Divino, mas o próprio só irá ocorrer quando o Divino ocorrer primeiro (entendimento/sentimento).

Ninguém se perdoa sem conhecer o que é perdão! Ninguém saberá o que é perdão se não conhecer o Verdadeiro, o real e de fato (Divino).

E se conseguirmos receber o perdão em nosso ser, creio que a partir daí poderemos vivê-lo com o nosso semelhante, e o "engraçado" é que Deus não nos perdoa se não perdoarmos, mas como isso é um grande mistério pois Ele mesmo se deu por nós em resgate e perdão através de sua vida, mas Ele vem depois e nos traz a luz de sua verdade que o perdão Dele recairá sobre nós se for realizado por nós, em nós e no próximo. Ele nos mostrou a maior prova de perdão, então não temos desculpa para não sermos perdoados e para não perdoarmos também. Em outras palavras, Deus quer nos dizer que se não perdoarmos ao nosso próximo, Sua obra é tida em nossa vida como ineficiente. Parece uma ofensa a Jesus Cristo, mas isto pode ocorrer, porque receber o perdão Divino implica em vivê-lo e viver o Reino de Deus implica em encará-lo como real e necessário, e o encarando assim iremos ter responsabilidades diante dos céus, e isto implica em atitudes, respostas, anseios, negações, serviços e tudo isto nos aproxima de um caminho, o qual é estreito mas é abundante, tem fardo mas é rico, tem cruz mas é vivo.

Eu não sei se posso ter escrito algo errado diante dos céus, Deus sabe de minha vontade e do meu coração, do que ouvi e do que meditei, mas de uma coisa eu sei, eu preciso acreditar no perdão do Criador para vivê-lo na minha carne e no meu próximo.

Um grande abraço!
NunoAbruzzi

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Somos desafiados sim

Boa noite!

"Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?"  (Gálatas 4 : 16)

O evangelho é algo que nos remete a uma difícil realidade: nós mesmos. Como é duro saber o quanto nós somos na realidade, não é mesmo? Por esta razão, que ainda muitos de nós não conseguem entender essa situação ruim de saber que somos ruins mesmo.

Tá bom, nem tudo é tão ruim assim. Temos alguns pontos favoráveis, individualmente, ou seja, muitos de nós possuem virtudes mas nem todo mundo tem as mesmas, correto? Mas que bom que muitos, ainda que diferentes, as tenham.

Mas, ainda que tenhamos algo, quando olhamos para Deus vemos que carecemos de algo que não temos: o Seu amor e a Sua verdade.

Mas o evangelho não veio somente para escancarar esse nosso lado complicado, mas ele vem também para nos trazer a saída e como devemos sair destas complicações.

Tem coisas que são mais fáceis, de cara conseguimos, mas tem outras que são mais difíceis e podem levar um bom tempo (as vezes a vida toda, sem querer arrumar desculpa), mas sem dúvida, o evangelho é a verdade quanto a sermos melhores, para nós mesmos e para o nosso meio.

Algumas vezes não gostamos de ouvir "certas" verdades não é mesmo, mas lá no fundo, a gente sabe que é para o nosso bem.

Que amor é este Cristo? Que loucura! Mas como careço Dele Senhor.
Deus é bom!
E misericordioso!

Abraços!
NunoAbruzzi

sábado, 5 de maio de 2018

Reflexão pessoal sobre 1Ts 1:5

Boa noite!

"Porque o nosso evangelho não foi a vós somente em palavras, mas também em poder, e no Espírito Santo, e em muita certeza, como bem sabeis quais fomos entre vós, por amor de vós."  (I Tessalonicenses 1 : 5)

Muitas vezes, me pergunto se o Evangelho de Cristo em mim ocorre assim, em palavra e poder?

Porque eu sei que a Palavra do Senhor, quando expressa não volta vazia (Deus disse isso dela) mas quanto ao "poder" de Deus, o que me compete?

Isto me vem a mente pois em algumas vezes e em muitas vezes, me deparo com situações em que é necessária a manifestação do poder de Deus, seja para uma cura, para uma libertação, para uma sinal do céus através da minha vida/fé, mas aí, por vezes não ocorre. Ou pelo menos eu não tenha tido conhecimento de algo que ocorreu.

Mas eu sei que a cada dia, é necessário a busca por comunhão e graça em Deus, assim como um exercício. Isto é parte do processo, mas seria somente desta forma mesmo?

Eu creio que é possível sim estas situações andarem juntas pois isto faz com que Deus seja glorificado e o próprio disse a respeito, mas confesso que há situações que o poder de Deus não se manifesta por minha vida. Isto não remete Deus a uma situação incômoda do tipo de ser tachado como falso, mas me remete a um posicionamento melhor com Ele, para que o poder Dele se manifeste sobre mim em favor da situação.

Que bom não existir somente a mim neste mundo, mas ha muitos outros irmãos na fé cristã, pois outros colaboradores da obra de Cristo são usados das mais diversas formas. Espero, de alguma forma, poder sempre fazer algo para o meu Senhor, sempre.

Mas de uma coisa eu sei, e digo para o meu Senhor, que não quero ser pedra de tropeço para ninguém, quanto a vidas que carecem se entregar para Cristo.

Abraços!
NunoAbruzzi

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Somos eternos sim.

Boa noite!

"Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;"  (João 11 : 25)

O que está escrito acima é uma prova do amor de Deus, de sua bondade e uma promessa das mais valiosas da Fé Cristã. Nem todos falam em ressurreição. Nem todos creem. Nem todos tem este poder de fazer ressurgir também.

Mas sem dúvida nenhuma, é um grande conforto e um importante momento de nossa vida, pois na verdade, a eternidade não é privilégio de Deus, ela está incutida em nossa vida, pois Deus nos criou eternos, com momentos em espaços físicos diferentes, mas somos eternos e nossa eternidade não está a quem da sorte, existe sim um momento de ressurgir e este é um ponto fundamental da fé cristã.

Ressurgir onde? De que forma?

Estas perguntas estão explicadas nas Escrituras, pois Cristo mesmo disse que quem crer Nele terá a vida eterna e que na casa de Seu pai (nosso também) ha muitas moradas, lembra? E parte desta situação de como iremos ressurgir está sendo decidida aqui onde estamos, neste momento físico agora em que eu estou escrevendo esta postagem e você está lendo, ou seja, nos nossos dias de existência humana.

Mas acredito que Deus é o mais interessado nesta situação e não quer que ninguém fique de fora de um "final feliz".

Por isso, lembremo-nos:"A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo."  (Romanos 10 : 9)

Abraços!
NunoAbruzzi

p.s. Neste último final de semana, minha tia avó partiu desta terra física, indo se encontrar com o Seu Criador e nosso. Lá, acredito, muitos dos nossos já estão e ela está fazendo parte deste grupo, um reencontro digamos assim. Ela era irmã gêmea de minha avó paterna a qual em 2015 partiu também de nosso contato físico. Hoje revendo fotos senti muita saudade de minha avó, pois foi e continua sendo uma pessoa muito valiosa em minha vida e em meus pensamentos, foi base de minha educação junto com meus pais e uma grande mulher, simples, autêntica, amorosa e valorosa. Agradeço a Deus pela vida delas pois lembro-me de minha avó falar sempre de coração de seus irmãos, tê-los com muito amor e muito zelo. Eu pude estar com a tia em alguns momentos e o que lembro dela é que estava sempre brincando, feliz e como gêmea de minha amada avó, também via nela a expressão do amor e da simplicidade. Obrigado Deus pela minha tia, por minha avó e seus irmãos. Tive o imenso privilégio de tê-los conhecidos e de alguma forma, ter recebido muitos ensinamentos. Deus é bom.

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Tim Maia estava certo

Boa noite!

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom."  (Mateus 6 : 24)

O Tim Maia, tinha razão: "quando a gente ama, não pensa em dinheiro, só se quer amar, se quer amar, se quer amar."

Na verdade escolhemos o que amamos, ou no que queremos colocar a nossa vontade, mas se pensarmos que Deus é amor, amar algo que não seja Ele ou o próximo fica fora da vontade Dele.

Amar não é fácil. Mas também não é impossível.

Existem muitas ofertas para o nosso amor, mas vale a pena escolher o amor perfeito e a quem destiná-lo, as vezes leva tempo, as vezes não, mas uma coisa é certa, o amor de Deus para com o ser humano é o mesmo ontem, hoje e sempre, isto sem sombra de dúvidas, basta crer e deixar ser amado pelo Criador e depois disso, vivê-lo.

Abraços!
NunoAbruzzi